Notícias

ACES Sintra apresenta Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos
Facebook Google Pinterest Twitter
Quarta, 10 Janeiro 2018 12:01

equipacuidadospaliativosO Agrupamento de Centros de Saúde de Sintra (ACES Sintra) apresentou recentemente a primeira Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos (ECSCP), que vai prestar cuidados diretos, no domicílio, até 10 utentes em fase terminal.

Em declarações à editora de publicações na área da Saúde, Just News, Daniela Runa, coordenadora médica refere que a criação desta equipa foi “um sonho tornado realidade, que vai beneficiar doentes e familiares num ACES que tem cerca de 420 mil habitantes inscritos e que não tinha ainda uma ECSCP”.

Esta Equipa irá ter, também, uma função de consultadoria às unidades funcionais da sua zona de abrangência, além de ser uma equipa de referência para outro tipo de unidades de cuidados paliativos. Daniela Runa refere, ainda, que a principal missão “é minimizar o sofrimento, promovendo dignidade e qualidade de vida através da prestação de cuidados personalizados e interdisciplinares”.

Para poderem ter acesso ao apoio desta equipa, os utentes têm de cumprir alguns requisitos, como ter domicílio na área, uma doença sem cura e sofrimento intensos e/ou sintomas não controláveis, além de um cuidador informal.

Para mais informações sobre o Centro de Feridas Complexas veja o artigo completo AQUI

Imagem: Just News

  Ver Mais

Eventos Agendados

- Marchas Populares
Ver Mais

O Meu Bairro

Início Notícias Eventos Horários Contatos

ACES Sintra apresenta Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos
Facebook Google Pinterest Twitter
Quarta, 10 Janeiro 2018 12:01

equipacuidadospaliativosO Agrupamento de Centros de Saúde de Sintra (ACES Sintra) apresentou recentemente a primeira Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos (ECSCP), que vai prestar cuidados diretos, no domicílio, até 10 utentes em fase terminal.

Em declarações à editora de publicações na área da Saúde, Just News, Daniela Runa, coordenadora médica refere que a criação desta equipa foi “um sonho tornado realidade, que vai beneficiar doentes e familiares num ACES que tem cerca de 420 mil habitantes inscritos e que não tinha ainda uma ECSCP”.

Esta Equipa irá ter, também, uma função de consultadoria às unidades funcionais da sua zona de abrangência, além de ser uma equipa de referência para outro tipo de unidades de cuidados paliativos. Daniela Runa refere, ainda, que a principal missão “é minimizar o sofrimento, promovendo dignidade e qualidade de vida através da prestação de cuidados personalizados e interdisciplinares”.

Para poderem ter acesso ao apoio desta equipa, os utentes têm de cumprir alguns requisitos, como ter domicílio na área, uma doença sem cura e sofrimento intensos e/ou sintomas não controláveis, além de um cuidador informal.

Para mais informações sobre o Centro de Feridas Complexas veja o artigo completo AQUI

Imagem: Just News