Notícias

Projeto Grupos ABC - Aprender, Brincar, Crescer
Facebook Google Pinterest Twitter
Quinta, 02 Abril 2015 08:04
gabc1 - destq

A equipa que integra o Gabinete Técnico de Intervenção Comunitária da União das Freguesias de Massamá e Monte Abraão fez-se representar na 7.ª sessão dos III Ciclos Temáticos de Intervenção Psicossocial promovidos pelo Centro Social da Sagrada Família em parceria com a Câmara Municipal de Sintra. A sessão decorreu no Palácio Valenças, localizado na bonita e histórica Vila de Sintra, no dia 8 de julho e incidiu sobre o “Programa de Desenvolvimento Comunitário Urbano”. 


O Ministério da Educação e Ciência (MEC), através da Direção Geral de Educação (DGE), em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), a Fundação Bissaya Barreto (FBB), o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, a Universidade de Coimbra (UC) e o Alto Comissariado para as Migrações (ACM) estão a desenvolver um projeto, financiado pela Comissão Europeia, direcionado a crianças até aos 4 anos de idade que não frequentam qualquer tipo de resposta formal (creche ou jardim de infância) e suas famílias. Trata-se de adequar, monitorizar, avaliar e disseminar uma resposta no âmbito dos serviços para a infância, já em funcionamento noutros países como a Austrália, Nova Zelândia, Inglaterra, Escócia, Irlanda, Holanda e EUA, denominada Playgroups e que no nosso país adota o nome de Grupos Aprender Brincar Crescer.

No Projeto Grupos ABC - Aprender, Brincar, Crescer o foco especial são as crianças que atualmente não estão a beneficiar de oportunidades de educação de infância (creche ou jardim de infância) e cujas famílias se encontrem em situação de vulnerabilidade social.

Tem como principais objetivos: 

  • promover oportunidades de aprendizagem significativas para as crianças num ambiente informal e multicultural;
  • facilitar a inclusão social e o desenvolvimento comunitário, através do envolvimento das famílias e da sua formação em competências sociais e pessoais;
  • aumentar a qualidade dos cuidados e reduzir o risco de ambientes familiares disfuncionais e de desemprego de longa duração;
  • aumentar o emprego, a coesão social, a participação e o diálogo intercultural nas comunidades.

A implementação do projeto piloto decorrerá no decurso do ano letivo de 2015/2016, nos termos do qual as crianças acompanhadas pelos pais ou cuidadores terão oportunidade de participar em sessões de 2 dias por semana (2 horas por sessão), realizadas em diversos contextos, designadamente em espaços comunitários, escolas, bibliotecas, lojas, centros comerciais, feiras, mercados, dentre outros, dinamizadas por monitores pertencentes à comunidade e com formação específica, supervisionadas por educadores de infância.

A Comissão Nacional de Proteção das Crianças e Jovens em Risco, outorgante do Protocolo de Cooperação Institucional e Educativa desenvolvido no âmbito do

Projeto Grupos ABC - Aprender, Brincar, Crescer comprometeu-se a recomendar e a apoiar a participação das Comissões de Proteção, na esfera das suas atribuições, a:

  • identificar, nas comunidades selecionadas para a intervenção, crianças de 0-4 anos de idade que atualmente não estão a beneficiar de oportunidades de educação de infância (creche ou jardim de infância) e cujas famílias se encontrem em situação de vulnerabilidade social;
  • considerar a conveniência de, quando adequado, integrar nos acordos de promoção e proteção, a participação da criança no projeto, como ato concreto de execução da mediada;
  • comunicar à entidade indicada pela DGE os dados necessários à organização, monitorização, supervisão e avaliação do projeto, sem prejuízo do caráter reservado dos mesmos.
pdf icon  - GABC cartaz
pdf icon  - GABC desdobrável
pdf icon  - GABC Síntese do projeto

  
  Ver Mais

Eventos Agendados


A Minha Rua

Início Notícias Eventos Horários Contatos

Projeto Grupos ABC - Aprender, Brincar, Crescer
Facebook Google Pinterest Twitter
Quinta, 02 Abril 2015 08:04
gabc1 - destq

A equipa que integra o Gabinete Técnico de Intervenção Comunitária da União das Freguesias de Massamá e Monte Abraão fez-se representar na 7.ª sessão dos III Ciclos Temáticos de Intervenção Psicossocial promovidos pelo Centro Social da Sagrada Família em parceria com a Câmara Municipal de Sintra. A sessão decorreu no Palácio Valenças, localizado na bonita e histórica Vila de Sintra, no dia 8 de julho e incidiu sobre o “Programa de Desenvolvimento Comunitário Urbano”. 


O Ministério da Educação e Ciência (MEC), através da Direção Geral de Educação (DGE), em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), a Fundação Bissaya Barreto (FBB), o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, a Universidade de Coimbra (UC) e o Alto Comissariado para as Migrações (ACM) estão a desenvolver um projeto, financiado pela Comissão Europeia, direcionado a crianças até aos 4 anos de idade que não frequentam qualquer tipo de resposta formal (creche ou jardim de infância) e suas famílias. Trata-se de adequar, monitorizar, avaliar e disseminar uma resposta no âmbito dos serviços para a infância, já em funcionamento noutros países como a Austrália, Nova Zelândia, Inglaterra, Escócia, Irlanda, Holanda e EUA, denominada Playgroups e que no nosso país adota o nome de Grupos Aprender Brincar Crescer.

No Projeto Grupos ABC - Aprender, Brincar, Crescer o foco especial são as crianças que atualmente não estão a beneficiar de oportunidades de educação de infância (creche ou jardim de infância) e cujas famílias se encontrem em situação de vulnerabilidade social.

Tem como principais objetivos: 

  • promover oportunidades de aprendizagem significativas para as crianças num ambiente informal e multicultural;
  • facilitar a inclusão social e o desenvolvimento comunitário, através do envolvimento das famílias e da sua formação em competências sociais e pessoais;
  • aumentar a qualidade dos cuidados e reduzir o risco de ambientes familiares disfuncionais e de desemprego de longa duração;
  • aumentar o emprego, a coesão social, a participação e o diálogo intercultural nas comunidades.

A implementação do projeto piloto decorrerá no decurso do ano letivo de 2015/2016, nos termos do qual as crianças acompanhadas pelos pais ou cuidadores terão oportunidade de participar em sessões de 2 dias por semana (2 horas por sessão), realizadas em diversos contextos, designadamente em espaços comunitários, escolas, bibliotecas, lojas, centros comerciais, feiras, mercados, dentre outros, dinamizadas por monitores pertencentes à comunidade e com formação específica, supervisionadas por educadores de infância.

A Comissão Nacional de Proteção das Crianças e Jovens em Risco, outorgante do Protocolo de Cooperação Institucional e Educativa desenvolvido no âmbito do

Projeto Grupos ABC - Aprender, Brincar, Crescer comprometeu-se a recomendar e a apoiar a participação das Comissões de Proteção, na esfera das suas atribuições, a:

  • identificar, nas comunidades selecionadas para a intervenção, crianças de 0-4 anos de idade que atualmente não estão a beneficiar de oportunidades de educação de infância (creche ou jardim de infância) e cujas famílias se encontrem em situação de vulnerabilidade social;
  • considerar a conveniência de, quando adequado, integrar nos acordos de promoção e proteção, a participação da criança no projeto, como ato concreto de execução da mediada;
  • comunicar à entidade indicada pela DGE os dados necessários à organização, monitorização, supervisão e avaliação do projeto, sem prejuízo do caráter reservado dos mesmos.