Notícias

Caraterização e Resumo Histórico Monte Abraão Versão para impressão Enviar por E-mail
Facebook Google Pinterest Twitter
Quarta, 04 Janeiro 2012 01:01

CARACTERIZAÇÃO: 

Área: 1,89 km²

População: 20809 ( 9798 homens / 11011 mulheres)*

Alojamentos: 10041*

* Resultados Definitivos Censos 2011

Eleitores: 17367

Orago: N.ª S.ª da Fé 

Festas e Romarias: N.ª S.ª da Fé  (último domingo de maio); Aniversário da Freguesia (12 de julho); Santos Populares

Património Cultural: Anta de Monte Abraão, Relógio de Sol,  Palacete da Tascôa

Coletividades: Clube JOMA - Juventude Operária de Monte Abraão, Centro Shotokai de Queluz, Real Sport Clube

 

RESUMO HISTÓRICO:

É uma das mais antigas povoações do concelho de Sintra, e uma das freguesias recentemente criadas.Neste local foram encontrados diversos monumentos megalíticos, que indicam que muito antes da chegada dos Romanos viveu nesta área que tinha já os seus cultos religiosos e a sua própria cultura. Viveram por volta de quatro mil anos A.C., vindos do Mediterrâneo, e aqui se fixaram. Desenvolveram a metalurgia, dando assim início ao Calcolítico, e iniciaram a agricultura. A Necrópole pré-histórica do Monte Abraão é um dos mais valiosos conjuntos dolménicos de Portugal. Está classificada como Monumento Nacional.

A Anta da Pedra do Mouro, um monumento gigantesco do qual restam apenas três esteios, tem igual importância histórica. Na sua área, recolheu-se algum espólio, duas gravuras antropomórficas e fragmentos de lúnulas ornadas de linhas.

A galeria coberta da Estria foi descoberta e explorada por Carlos Ribeiro em 1876. O seu espólio encontra-se no museu dos Serviços Geológicos de Portugal, em Lisboa. De forma aproximadamente rectangular, é formado por nove esteios verticais. Actualmente, não existem as tampas e as coberturas e o seu estado de conservação podia ser melhor.

Ali foram encontradas armas, utensílios de uso doméstico, vasos e ossadas humanas e de animais.

O solar de D. Ayres de Saldanha de Meneses e Sousa, que não chegou a ostentar brasão porque o seu proprietário faleceu antes de estar terminado, é hoje um dos mais belos edifícios de Monte Abraão.

A “Quinta da Tascoa e de Pero Longa” foi adquirida em 1690, para nela viver e poder caçar com o seu companheiro na arte venatória D. Pedro de Bragança, sendo, a seguir ao pavilhão de D. Cristóvão de Moura, a mais antiga construção na zona. O solar é actualmente abrangido pela Escola EB.23 D. Pedro IV, anteriormente escola do ensino preparatório de Conde Sabugosa, na Rua da Tascoa.

Viveu no Monte Abraão o poeta português Ruy Belo, onde faleceu. Viveu em Monte Abraão o Visconde Engº Francisco Lancastre de Almeida Garrett, onde faleceu. Grande benemérito desta localidade, doou vários terrenos para equipamentos sociais. Nesses terrenos foram construídas: a Igreja de Nossa Senhora da Fé, a Estação da CP de Monte Abraão, a Escola EB1 nº 1 de Queluz (Monte Abraão)e a a Escola EB 2.3 Ruy Belo. 

Em 12 de Julho de 1997, era promulgada a criação desta nova freguesia.

Diziam os artigos 2º e 3º dessa lei n.º 36/97: “São criadas no concelho de Sintra as freguesias de Massamá e Monte Abraão. (…) O Território da freguesia de Monte Abraão é espacialmente contínuo e não provoca qualquer alteração aos limites do concelho de Sintra.

A 28 de janeiro de 2013, a Lei 11-A/2013 definiu a Reorganização administrativa do território das freguesias, tendo estabelecido a agregação das duas freguesias (Massamá e Monte Abraão) estabelecendo-se então a União das Freguesias de Massamá e Monte Abraão.

  Ver Mais

Eventos Agendados

- Feira do Porta Bagagem
- Feira do Porta Bagagem
- Feira do Porta Bagagem
- Feira do Porta Bagagem
- Saúde Total - Feira da Saúde Humana e Animal
Ver Mais

A Minha Rua

Início Notícias Eventos Horários Contatos

Caraterização e Resumo Histórico Monte Abraão Versão para impressão Enviar por E-mail
Facebook Google Pinterest Twitter
Quarta, 04 Janeiro 2012 01:01

CARACTERIZAÇÃO: 

Área: 1,89 km²

População: 20809 ( 9798 homens / 11011 mulheres)*

Alojamentos: 10041*

* Resultados Definitivos Censos 2011

Eleitores: 17367

Orago: N.ª S.ª da Fé 

Festas e Romarias: N.ª S.ª da Fé  (último domingo de maio); Aniversário da Freguesia (12 de julho); Santos Populares

Património Cultural: Anta de Monte Abraão, Relógio de Sol,  Palacete da Tascôa

Coletividades: Clube JOMA - Juventude Operária de Monte Abraão, Centro Shotokai de Queluz, Real Sport Clube

 

RESUMO HISTÓRICO:

É uma das mais antigas povoações do concelho de Sintra, e uma das freguesias recentemente criadas.Neste local foram encontrados diversos monumentos megalíticos, que indicam que muito antes da chegada dos Romanos viveu nesta área que tinha já os seus cultos religiosos e a sua própria cultura. Viveram por volta de quatro mil anos A.C., vindos do Mediterrâneo, e aqui se fixaram. Desenvolveram a metalurgia, dando assim início ao Calcolítico, e iniciaram a agricultura. A Necrópole pré-histórica do Monte Abraão é um dos mais valiosos conjuntos dolménicos de Portugal. Está classificada como Monumento Nacional.

A Anta da Pedra do Mouro, um monumento gigantesco do qual restam apenas três esteios, tem igual importância histórica. Na sua área, recolheu-se algum espólio, duas gravuras antropomórficas e fragmentos de lúnulas ornadas de linhas.

A galeria coberta da Estria foi descoberta e explorada por Carlos Ribeiro em 1876. O seu espólio encontra-se no museu dos Serviços Geológicos de Portugal, em Lisboa. De forma aproximadamente rectangular, é formado por nove esteios verticais. Actualmente, não existem as tampas e as coberturas e o seu estado de conservação podia ser melhor.

Ali foram encontradas armas, utensílios de uso doméstico, vasos e ossadas humanas e de animais.

O solar de D. Ayres de Saldanha de Meneses e Sousa, que não chegou a ostentar brasão porque o seu proprietário faleceu antes de estar terminado, é hoje um dos mais belos edifícios de Monte Abraão.

A “Quinta da Tascoa e de Pero Longa” foi adquirida em 1690, para nela viver e poder caçar com o seu companheiro na arte venatória D. Pedro de Bragança, sendo, a seguir ao pavilhão de D. Cristóvão de Moura, a mais antiga construção na zona. O solar é actualmente abrangido pela Escola EB.23 D. Pedro IV, anteriormente escola do ensino preparatório de Conde Sabugosa, na Rua da Tascoa.

Viveu no Monte Abraão o poeta português Ruy Belo, onde faleceu. Viveu em Monte Abraão o Visconde Engº Francisco Lancastre de Almeida Garrett, onde faleceu. Grande benemérito desta localidade, doou vários terrenos para equipamentos sociais. Nesses terrenos foram construídas: a Igreja de Nossa Senhora da Fé, a Estação da CP de Monte Abraão, a Escola EB1 nº 1 de Queluz (Monte Abraão)e a a Escola EB 2.3 Ruy Belo. 

Em 12 de Julho de 1997, era promulgada a criação desta nova freguesia.

Diziam os artigos 2º e 3º dessa lei n.º 36/97: “São criadas no concelho de Sintra as freguesias de Massamá e Monte Abraão. (…) O Território da freguesia de Monte Abraão é espacialmente contínuo e não provoca qualquer alteração aos limites do concelho de Sintra.

A 28 de janeiro de 2013, a Lei 11-A/2013 definiu a Reorganização administrativa do território das freguesias, tendo estabelecido a agregação das duas freguesias (Massamá e Monte Abraão) estabelecendo-se então a União das Freguesias de Massamá e Monte Abraão.